sexta-feira, 10 de junho de 2011

Reflexão 10/06/2011



PRIMEIRO VEM DELE

"Nós o amamos porque ele nos amou primeiro"
(1 João 4.19).

Se Deus não nos tivesse amado primeiro, nunca O amaríamos, pois tudo o que fazemos para Ele precisa ter Sua ajuda e iniciativa. O homem não tem em si nada que o recomende ao Senhor ou que produza algo agradável a Ele (Romanos 3.10-12). Sem a assistência do Espírito Santo, nós nos igualamos a um praticante de qualquer religião. Somente a oração da fé recebe resposta dos Céus, pois ela é feita sob a inspiração da Palavra e do Santo Espírito. Então, é preciso buscar e receber de Deus para, depois, fazer algo que Lhe agrade.

Não fomos nós que, primeiro, tivemos a iniciativa de buscar o Todo-Poderoso e servir-Lhe. Ele nos seguiu e, com sabedoria, abriu os nossos olhos. Na verdade, até mesmo chamar Deus de Senhor não é possível se a pessoa não estiver sob unção (Mateus 7.21). Não só o temor que enche o nosso coração em relação aos assuntos divinos prova que o Altíssimo está atuando em nossa vida, como também a falta de respeito pelo que é de Deus mostra que a pessoa não O conhece nem Lhe serve.

Tudo vem de Deus e foi criado para Ele (Colossenses 1.16). Logo, sem a Sua ajuda, ninguém sequer sente desejo de procurá-lO (Filipenses 2.13). O obreiro sábio busca a participação dos Céus em tudo aquilo que realiza, e a congregação sabe quando o pastor está falando por experiência – de si mesmo – ou quando está com a unção divina sobre sua vida. As palavras que vêm do Pai nos emocionam, tocam o coração e nos fazem um bem muito grande. Só com a mão dEle conseguimos fazer algo que Lhe satisfaz.

É declarado no Livro Santo que, de nós mesmos, não temos nada que nos faça agradáveis a Deus. Por mais bem-intencionado que alguém esteja, não conseguirá ter seu louvor e testemunho aceitos pelo Senhor. O rei Davi dizia que o louvor que ele prestava ao Altíssimo vinha do próprio Deus na grande congregação (Salmo 22.25). Por outro lado, se o Senhor estiver usando-nos, podemos ter certeza de que faremos proezas.

Agradar ao Senhor significa abrir o caminho para Ele operar. Porém, praticantes de todas as religiões, em seu esforço para agradar a Deus, inventam rituais, orações, penitências e sacrifícios. Alguns chegam a fazer coisas absurdas, mas nada disso adianta. No Evangelho, também há muitas pessoas inventando vários artifícios para serem ouvidas por Deus, mas elas não conseguem obter êxito. Porém, com a ajuda dos Céus, um pequeno ato já faz com que o Pai Se maravilhe, e Ele retribui com Seu agir.

A oração que traz resposta é a que é feita sobre o que a fé fala ao nosso coração, e, por ser feita pela inspiração da Palavra e do Santo Espírito, produz os resultados desejados.
 
 
video
Foi Na Cruz
(Hino 15 da Harpa Cristã)

O quão cego andei e perdido vaguei

Longe, longe do meu Salvador

Mas do Céu, Ele desceu e seu sangue verteu

pra salvar um tão pobre pecador


Foi na cruz, Foi na cruz,onde um dia eu vi

Meu pecado castigado em Jesus

Foi ali pela fé que os olhos abri

E Agora me alegro em sua luz


Eu ouvia falar desta graça sem par

Que do céu trouxe nosso Jesus

Mas eu surdo me fiz, converte-me não quis

Ao senhor que por mim morreu na cruz


Foi na cruz, Foi na cruz,onde um dia eu vi

Meu pecado castigado em Jesus

Foi ali pela fé que os olhos abri

E Agora me alegro em sua luz


Mas um dia senti meu pecado e vi

Sobre mim a espada da lei

Apressado fugi em Jesus me escondi

E abrigo seguro nele achei


Foi na cruz, Foi na cruz,onde um dia eu vi

Meu pecado castigado em Jesus

Foi ali pela fé que os olhos abri

E Agora me alegro em sua luz


Quão ditoso então,este meu coração

Conhecendo excelso amor

Que levou meu Jesus a morrer lá na cruz

Pra salvar um tão pobre pecador


Foi na cruz, Foi na cruz,onde um dia eu vi

Meu pecado castigado em Jesus

Foi ali pela fé que os olhos abri

E Agora me alegro em sua luz

Em Cristo com Amor


Nenhum comentário: